sexta-feira, maio 09, 2008

Liberalismos

Adolfo:

Essa liberdade de escolher escola já existe. Pura e simplesmente não exime ninguém de contribuir para o sistema público (por essa lógica também me poderia eximir do dinheiro utilizado para construir uma ponte entre duas aldeias em Valpaços, p.ex.).

Por outro lado, a programação de estações de rádio e de televisão que não utilizem o espectro radioeléctrico (que é do domínio público) é totalmente livre.

E ainda, qualquer proprietário pode gerir o seu espaço como entender, com as ressalvas decorrentes dos direitos alheios.

Mas voltando ao primeiro exemplo. Qualquer refutação do argumento da ponte terá necessariamente de se fundamentar numa lógica de que construção de infra-estruturas é por natureza uma função do Estado e que providenciar um sistema público de educação não o é. O que está longe de estar provado, aliás, é impossível de provar. Lá por uma das funções ter surgido primeiro que a outra não significa a sua primazia ou superioridade.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial