segunda-feira, agosto 22, 2005

Eu não te disse, Sergio ?

Uma juíza de Múrcia suspendeu a elaboração da sentença num caso de agressão conjugal, por considerar que a Lei da Violência Doméstica é inconstitucional, dado que considera que ela apenas existe quando é perpetrada por homens sobre mulheres, prevendo penas mais duras do que as usuais.

Para o efeito, pediu opinião ao Tribunal Constitucional sobre a matéria. Parece-me mais que óbvia qual será a decisão deste órgão...se não for nesse sentido é um escândalo.

Defende a juíza, e bem, que não se pode partir do pressuposto de que a violência contra mulheres é uma manifestação de discriminação e das relações de poder dos homens sobre as mulheres. Mas quem mandou o PSOE seguir o feminismo mais idiota ?

6 Comentários:

Às 22 agosto, 2005 11:07 , Blogger AA disse...

Bem visto... a discriminação não pode começar na lei, mas partir do princípio que a violência doméstica, perpretada pelo homem, mulher ou companheir@, é especialmente agressiva por se dar num meio onde as pessoas estão mais vulneráveis... há links para isto?

 
Às 22 agosto, 2005 12:34 , Blogger Pedro Sá disse...

Mas essa é a lei portuguesa, António, que agrava as penas para a violência doméstica sem qualquer discriminação de género.

 
Às 22 agosto, 2005 13:32 , Blogger AA disse...

E ainda bem que sim. Mas pelo que percebi, não é assim em Espanha?

 
Às 22 agosto, 2005 13:35 , Blogger Pedro Sá disse...

Não. A lei espanhola é de tal forma bacoca que apenas considera violência doméstica a perpetrada por homens contra mulheres. Se for ao contrário é considerada violência comum.

Imagine o que, se lhes prestasse atenção, eu teria de aturar a ouvir as feministas da ECOSY e da IUSY, que em pleno século XXI ainda defendem que a violência doméstica em si é manifestação de discriminação de género e consequência da sociedade patriarcial. Ridículo, portanto.

 
Às 22 agosto, 2005 20:10 , Anonymous b.. disse...

Só uma questão pertinente.
Efectivamente, de portas fechadas a violência fisica associada a violência psicológica é efectivamente mais lamentável que a agressão fisica comum, configurando desta forma diferenças legais no que respeita á punição (não sei se legalmente esta bem dito).

Defacto o PSOE anda completamente desorientado...Um Governo que permite legalizar os casametos homossexuais cria uma lei destas?Então e se o crime for praticado no seio de um casal homossexual?

 
Às 22 agosto, 2005 20:28 , Blogger Pedro Sá disse...

B: como disse, isto é fruto de uma visão na qual as mulheres são sempre as oprimidas e os homens são sempre maus. O extremo desta ideia foi quando o Partido de Esquerda sueco quis implementar um imposto sobre os HOMENS por causa da violência doméstica. Obviamente, não passou.

O grupo GLBT da ECOSY/IUSY (horrivelmente denominado Queer Network ARGHH) defende inclusivamente uma coisa estranhíssima chamada Queer Theory, pela qual o género sexual é coisa que não existe na realidade e é invenção da sociedade patriarcal. LOLLL !

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial