sexta-feira, setembro 09, 2005

Falsas conclusões

Jorge Palinhos:

A única conclusão que se pode tirar desse estudo é que os 10% mais ricos de Portugal são bastante mais gastadores que os espanhóis.

Isto faz-me lembrar uma aula do módulo de Regulação da Saúde que tive com o Prof. Constantino Sakellarides. O mesmo mostrou um gráfico com a distribuição da população da Nigéria em 1971 e 1991 (ou coisa parecida) tendo em conta o rendimento.

Apenas e só porque o valor correspondente aos 50% estava pior que em 1971, logo uma sociedade menos igualitária, o Prof. Sakellarides apressou-se a dizer que o país estava em pior situação que 20 ou 30 anos atrás.

Confrontei-o de imediato e perguntei se essa conclusão não seria precipitada, e se pelo contrário a situação não poderia reflectir, tendo em conta um pico entre os 75 e os 85%, um país no início de um processo de desenvolvimento em que já vai havendo alguma riqueza nas maiores cidades.

A resposta foi "não porque não". Devo ter ficado com reputação de ultra-liberal, o que é particularmente curioso considerando que Sakellarides, embora o desconheça, é militante da mesma Secção do PS do que eu...

3 Comentários:

Às 09 setembro, 2005 15:10 , Blogger Rui Pedro Nascimento disse...

Pedro,

Não é só com o teu ex-professor que começas a ter uma fama de ultra-liberal...

 
Às 09 setembro, 2005 15:13 , Blogger Pedro Sá disse...

Vais por acaso dizer que a minha interrogação não faz sentido ?

É que muito igualitária há-de ser p.ex. a Coreia do Norte e é o que é...

 
Às 12 setembro, 2005 14:18 , Blogger Rui Pedro Nascimento disse...

Não sei se reparaste, mas eu não pus em causa a tua interrogação...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial