sexta-feira, maio 26, 2006

Estado Novo

Vital Moreira:

O que é inacreditável não é a tentativa de revisionismo em si, mas sim o facto de esse pensamento existir por toda a direita em Portugal.

Triste mas verdade. Salazar continua a ser uma referência da direita.

4 Comentários:

Às 28 maio, 2006 10:29 , Anonymous C.Almeida disse...

Salazar continua a ser uma referência da direita,diz Vital Moreira.A admiração que tenho por este senhor não me permite dizer-lhe mais do que isto:" SE SALAZAR FOSSE UMA REFERÊNCIA DA ESQUERDA AÍ SIM FICARIA PREOCUPADO".
Sou de direita e orgulho-me disso,mas não sou e nunca serei antipatriota.Defendi a Pátria quando me disseram que era preciso fazê-lo.Achei que era minha obrigação.Em PORTUGAL e na minha modesta opinião houve três HOMENS, assim mesmo com letra grande,que mereceram a minha admiração e julgo que de muitos outros portugueses independentemente da sua cor política,SALAZAR,SÁ CARNEIRO E ÁLVARO CUNHAL.E mais não digo.

 
Às 28 maio, 2006 14:57 , Blogger Pedro Sá disse...

A diferença básica é que não só não estava a defender a Pátria, como também não são outros que decidem por mim se é preciso fazê-lo ou não.

Duas diferenças básicas entre quem é de esquerda e de direita. Pelo menos em Portugal.

 
Às 29 maio, 2006 08:40 , Anonymous C.ALmeida disse...

Caro Pedro
Excusa de se desculpar ou afirmar-se de esquerda,apontando a diferença entre o fazer de livre vontade e o ser mandado fazer.É que hoje vemos nas manifes de esquerda quantos são mandados e quantos obedecem.Mas na direita é a mesma coisa.Já agora se perguntar aos novos povos independentes se opatriam pela solução que lhes foi imposta muitos eram capaz de dizer não.E eu sei do que falo,porque ouço.Ninguem me vem dizer ou encomendar sermões.Cada um é para o que nasce e se não fosse o 25A não estariamos aqui a comentar estas noticias.Como em tudo na vida há o lado bom e o mau.Óptimo não existe.

 
Às 29 maio, 2006 15:39 , Blogger Pedro Sá disse...

Já cá faltava a nostalgia do império.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial