terça-feira, julho 05, 2005

Ainda ontem...

A propósito do casamento entre homossexuais, ontem tivemos direito a mais uma deliciosa tirada de Mário Pinto no Público:

O casamento é outra coisa, definida e controlada conceitualmente pela diferença dos sexos, pela coabitação e pela consequente geração de filhos, que ficam por direito sob a autoridade, a cargo e a responsabilidade dos pais.

Portanto aqui temos algumas ligações perigosas:

a) está subentendido que o sexo apenas deve servir para a procriação;

b) a falta de respeito por todos aqueles que não querem ou não podem ter filhos é estratosférica;

c) ficamos também a saber que para MP o mais importante entre pais e filhos é autoridade (em rigor, é ideia que nem deveria passar pela cabeça de ninguém)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial