quinta-feira, fevereiro 12, 2004

Mais disparates de Santana Lopes

Então não é que agora quer colocar separadores nas faixas BUS ? Note-se, a propósito, que "bus" já é uma palavra portuguesa, aliás a ler como se outra palavra de origem portuguesa fosse. Se o inglês "bus" significa autocarro, o português "bus" significa corredor de transportes públicos. Todos certamente já ouviram a expressão "Não vás por aí, é bus" !

Mas o problema em si não são as faixas BUS. Elas podem e devem existir, onde isso se justifique. Contudo:

a) não podem ser implantadas a todo o custo, sob pena de se verificar o caos total no trânsito, p.ex., se na Av. Liberdade é mais que lógico que elas devem existir, a que existe na Av. Columbano Bordalo Pinheiro é um verdadeiro atentado à mobilidade, pois que veio tornar essa artéria nunca alvo de engarrafamentos demasiado graves num caos;

b) transferi-las para o centro da via implicaria, para além dos gastos relativos à transferência das paragens, os aborrecimentos decorrentes das obras e, isto para não falar das alterações radicais no espaço urbano, p.ex. com a destruição para reconstrução dos espaços laterais da Av. Liberdade;

Para além de isto ser demagogia da mais grosseira, enquanto não se vê o metropolitano efectivamente crescer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial