segunda-feira, janeiro 05, 2004

Um recado

Ainda no Causa Nossa, Ana Gomes veio dizer, a propósito daquilo que já é indubitavelmente o bocejo Casa Pia, que entretanto, calar-me-ei enquanto aquela orientação do PS (guardar reserva sobre os mais recentes e alarmantes desenvolvimentos do caso Casa Pia) perdurar. Ou até ao momento em que a minha consciência impuser que fale.

Como Secretária Nacional do PS, Ana Gomes tem que ter em atenção que a orientação do partido político está totalmente acima da sua consciência. Porque aquilo que disser pode vincular o Partido. Obviamente que por razões de consciência poderá sempre tomar a decisão de renunciar aos cargos que ocupa.

Se deseja fazer política com causas, convicções e disciplina, está bem onde está. Se, pelo contrário, o que deseja é que a sua consciência esteja acima das posições do Partido sem daí retirar as devidas consequências, o seu lugar não é como dirigente partidária.

Assim, esperemos que reine o bom senso. Tal frase tem que ser encarada com alguma condescendência...afinal Ana Gomes apenas está há pouco mais de um ano na política. Embora não seja absurdo responsabilizar quem a escolheu para ocupar os cargos que ocupa por este tipo de erros...


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial