segunda-feira, janeiro 05, 2004

E já em 2004

O Ano Novo chegou, e o DESCRÉDITO volta à sua normal actividade, se bem que no meu caso particular tenha entrado em 2004 não só no continente europeu, como também em Portugal, na pacatez da Praia de Vieira de Leiria. A propósito, mais uma vez obrigado, João Vasconcelos !

2004 para já não nos trouxe nada de novo:

1. A Mário Pinto e à sua absurda comparação entre um Estado norte-americano de liberdade e um Estado francês autoritário apenas apetece dizer, tal como Lena d'Água e os Salada de Frutas diziam há mais de 20 anos, que demagogia feita à maneira é como queijo numa ratoeira...

2. Eduardo Prado Coelho fala na sua crónica em partouzes, coisa que o comum dos leitores não faz a menor ideia do que possa ser. Não fora um certo episódio de que tomei conhecimento entre portugueses e gregas e não saberia que partouza significa orgia na língua helénica...dispensava-se em qualquer caso não só o afrancesamento da palavra como também o certamente errado plural em S...


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial