quinta-feira, julho 19, 2007

Eu estou solidário

O Transito em Lisboa está um caos, existem acidente, uns atrás dos outros, sendo dos países da Europa com mais acidente, e eu continuo sem perceber pois, temos cada vez mais GNR/Policia, nas estradas, temos inspecções aos automóveis, temos de usar pneus, assim e assados, os exames de código e condução estão cada vez mais difíceis, há mais fiscalização a todos os sentidos, temos uma frota automóvel mais nova, e agora até temos radares que passam automaticamente as"multas".

Mas será que andar a 50Km/h dentro da cidade de Lisboa, vai impedir os acidentes? Não irá criar um caos ainda pior na cidade?

Daí estive a pensar e ouvindo umas conversas de café tive uma ideia…

Vamos andar todos, mesmo todos a 50Km/h na cidade de Lisboa, durante 1 dia, dia em que ninguém mesmo, ninguém deve ultrapassar os 50Km/h, por motivo nenhum, vamos tentar provar que assim e a essa velocidade, ninguém consegue andar em Lisboa, que as bichas serão mais que muitas… que o transito na Capital vai ser uma loucura.

Assim sendo, avanço com a data de 10 de Outubro de 2007, (quarta-feira), data em que as aulas já começaram desse dos pré-primarios às Universidades, já ninguém está de ferias e a cidade está, cheia novamente.

Por isso dia 10 de Outubro de 2007 , e durante 24 horas, vamos TODOS andar a 50km/h na nossa cidade de Lisboa…

3 Comentários:

Às 25 julho, 2007 13:01 , Anonymous Anónimo disse...

E simplesmente deixar de usar carro, não? Posso dizer que é em dias de greve, que o trânsito fica caótico que se torna mais evidente que a solução nunca poderá passar nunca por todos usarmos o carro.
Nesses dias, vou de bicicleta...

Ainda o irei ver defender o uso do transporte público em detrimento do automóvel! basta que fique mais elucidado sobre mobilidade...

 
Às 25 julho, 2007 22:47 , Blogger Pedro Sá disse...

Sou obrigado a desafiar seja quem for a provar que eu alguma vez tenha dito fosse o que fosse contra o transporte público. Bem pelo contrário.

Não deve estar à espera é que eu defenda limites de velocidade totalmente cretinos, nem que fosse demorar mais de 1 hora em transportes públicos para o emprego quando demoro 20m ou menos de carro...talvez a opção tivesse sempre sido outra se houvesse metro já fora da cidade em todas as principais cidades adjacentes...

 
Às 27 julho, 2007 22:22 , Anonymous Anónimo disse...

Já haverá por aí algum resultado contabilizado do que aconteceu em termos de tráfego após a entrada em utilização dos radares? (não me refiro às multas, claro!)

Osvaldo Lucas

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial