terça-feira, junho 20, 2006

Ainda a Gisberta

A associação GLBT Não te Prives veio defender a inclusão da identidade de género na Constituição.

Não vejo qual a relevância prática de semelhante coisa.

Em qualquer caso, o que me motivou a escrever o post foi tal associação considerar que os currículos de História ensinados são, em algumas partes, sexistas.

Não vejo em quê. Será que alguém me sabe explicar, talvez o Miguel Vale de Almeida ou no Renas e Veados, quais os fundamentos desta afirmação ?

1 Comentários:

Às 22 junho, 2006 14:46 , Blogger AA disse...

Não era possível definir à percentagem, por exemplo:

"
o cidadão define-se como
- 40% "homem gostando de homem"
- 20% "homem gostando de mulher"
- 15% "mulher gostando de homem"
- 15% "mulher gostando de mulher"
- 10% "humano gostando de mamíferos lanzudos"
"

Tornava as coisas muito mais claras...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial