segunda-feira, março 05, 2007

A propósito da polémica entre o Daniel Oliveira e o João Miranda a propósito do Museu Salazar em Santa Comba Dão, aqui vai o que tenho a dizer:

1. Faz todo o sentido a criação de um museu sobre aquele que é, para o bem e para o mal, o mais ilustre filho da terra.

2. Tratar-se-á de um museu municipal, e como tal deverá ser financiado por fundos públicos, por certo, e por fundos privados, eventualmente.

3. A História não se apaga. Excepto para Estaline.

4. Não é a mesma coisa o financiamento de um museu e o financiamento da produção cultural. Rigorosamente nada a ver.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial