quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Três posts, a minha opinião e uma conclusão

Primeiro, segundo e terceiro posts.

Declaração de interesses: sou insuspeito de qualquer simpatia por qualquer tipo de marxismo. Basta lerem o que já aqui escrevi.

Opinião: a diferença fundamental entre o comunismo e o nazismo é que este só pode ser considerado mau por natureza de qualquer ângulo em que se veja a questão. Alguém pode achar que é mau, por exemplo, um sistema de saúde onde todos estão salvaguardados ?

Conclusão: quem julgava que o Azevedo Alves a roçar a extrema-direita, agora tem a Patrícia Lança essa de extrema-direita às claras.

4 Comentários:

Às 03 março, 2007 21:47 , Anonymous Pedro Bizarro disse...

Um sistema de saúde onde TODOS estejam salvaguardados?
Realmente, nas minas de sal da Sibéria, as condições de saúde eram fantásticas.
Pedro, não me parece que haja diferenças fundamentais entre a prestação de cuidados de sáude na Alemanha nazi ou na URRS. Existia para todos, menos para quem estivesse "fora do sistema", por assim dizer. E os excluídos não eram assim tão diferentes nos dois casos.

Se é possível encontrar uma diferença de cariz valorativo entre a essência do nazismo e a do comunismo, é à que Anne Applebaum deu no "Gulag - a History" - no nazismo (que, como sabes, eu não defendo) existia alguma segurança (não digo muita, mas alguma) quanto a quem eram os perseguidos, coisa que não existe nos regimes comunistas.

 
Às 04 março, 2007 16:51 , Blogger Pedro Sá disse...

Que a tua brutal viragem à direita é um facto, disso ninguém tenha dúvidas.

Agora que chegue ao ponto de dizer que o nazismo era melhor que o comunismo é que nunca pensei.

 
Às 04 março, 2007 21:24 , Anonymous pedro bizarro disse...

Pedro

Mas eu disse que o nazismo "era melhor" do que o comunismo? Não me parece. Limitei-me a referir que, na época em que coexistiram (não faz sentido comparar o nazismo dos anos 30 ao comunismo dos anos 80) foram igualmente brutais, embora com uma pequena diferença (que, de resto, não contestaste). E a minha "brutal viragem à direita" (como tu, de forma algo paternalista, lhe chamas), não tem nada a ver com a minha rejeição de totalitarismos genocídas, sejam de que cor forem. Por outro lado, parece que a tua condição de "homem de esquerda" te leva a achar que "todos os totalitarismos são iguais, mas há uns mais iguais do que outros". Ou não?

 
Às 05 março, 2007 13:37 , Blogger Pedro Sá disse...

1. Dizeres que o nazismo era menos mau que o comunismo está absolutamente implícito no que escreveste.

2. Obviamente não está em causa a brutalidade, mas se formos para aí o próprio Hitler faz quase figura de santo se comparado a Idi Amin ou a Pol Pot.

3. Se falar em viragens à direita ou à esquerda é paternalismo...

4. Pior que os nazis só a ETA mesmo.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial