segunda-feira, abril 19, 2004

Patético

Não posso utilizar outro adjectivo para qualificar o tom com que Vital Moreira se refere à perda de importância da língua francesa nas instituições da União Europeia.

Era perfeitamente possível falar do mesmo assunto de forma simplesmente fáctica. Considerando que não é a nossa língua oficial que está em jogo, que interesse tem ser o francês língua de relevo, quando sem margem para dúvidas é, exceptuando em África, absolutamente menos importante do que o castelhano e do que o alemão ?

Esperemos que VM justifique o que diz...até lá ficarei na dúvida sobre se o sindroma de que sofre, tal como Eduardo Prado Coelho (sim Mário, não resisti), é algum sindroma de algumas pessoas de uma determinada geração, caracterizadas por um romantismo quase doentio, e desde sempre embasbacadas perante uma suposta grandiosidade da cultura francesa...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial