quarta-feira, janeiro 16, 2008

Gás Hilariante

Pacheco: Sugestão de Menezes sobre comentadores é «ridícula»

O social-democrata Pacheco Pereira considerou hoje «anti-democrática» e «ridícula» a sugestão feita pelo presidente do PSD, Luís Filipe Menezes, de entrada de dois comentadores para a SIC Notícias e RTP para equilibrar o comentário político.
«Se temos um partido político que entende organizar os comentadores em função de regras que não têm a ver com partidos políticos (...) é a coisa mais anti-democrática que se pode imaginar. Para além do mais é ridículo» disse Pacheco Pereira aos jornalistas, na Figueira da Foz.

O presidente do PSD, Luís Filipe Menezes, sugeriu hoje que António José Seguro integre a Quadratura do Círculo da SIC-Notícias e que Manuel Alegre e o secretário-geral do PSD tenham um espaço na RTP para equilibrar o comentário político.

No encerramento das jornadas parlamentares do PSD, em Vilamoura, no Algarve, Luís Filipe Menezes considerou que o tratamento dado ao PS e ao PSD pela comunicação social é desigual e sugeriu a entrada de novos comentadores, sublinhando não estar a pedir a saída de ninguém.

«Pensei que entre os atributos de um dirigente político não estava reorganizar o espaço público« ironizou Pacheco Pereira, no final de um debate com Mário Soares promovido pelo Casino da Figueira da Foz.

Menezes propôs «uma Quadratura do Círculo [onde participa Pacheco Pereira] não com três pessoas, mas com cinco», com a entrada de António José Seguro e de um militante do PSD «para fazer a defesa ortodoxa» do partido «como Jorge Coelho faz do PS».

«O dr. Seguro é um jovem que merecia uma oportunidade para ombrear com dr. Pacheco Pereira. Então sim teremos equidade na comunicação social», disse Filipe Menezes.

Acrescentou que, na RTP, se «à terça-feira fala o porta-voz do PS, António Vitorino», então «à quarta-feira deveria falar o secretário-geral do PSD a mesma meia-hora».

Ainda na RTP, se o social-democrata «Marcelo Rebelo de Sousa, que tem uma posição independente no seu juízo, fala ao domingo», então «à segunda-feira deveria falar Manuel Alegre», acrescentou, defendendo que tem de haver «equidade no serviço público».

«Não estou a pedir saída de Marcelo Rebelo de Sousa. Adoro ouvi-lo», sublinhou o presidente do PSD.

Diário Digital / Lusa


Ainda não consegui parar de rir. TAMBÉM por sublinhar a conjunção entre a defesa do desmantelamento do Estado social e a tentativa de imposição à comunicação social de condicionamentos políticos.

Hmm. Talvez seja melhor parar de rir. Essa conjunção tresanda a Pinochet.

1 Comentários:

Às 17 janeiro, 2008 11:52 , Anonymous Anónimo disse...

O meu contraditório:
Propono a extinção de todos os programas de cariz politico e a recuperação do modelo "Conversas em Familia", claro que com um restyle democrático.

Para os Programas com a chancela PSD faria a seguinte distribuição
Segunda-Feira (RTP) - Ribau Esteves
Terça-Feira (SIC) - Moita Flores
Quarta-Feira (SIC Radical) - Luis Filipe Menezes
Quinta-Feira (Sic Mulher) - Zita Seabra
Sexta-Feira (TVI) - Rui Gomes da Silva a alternar com Patinha Antão
Sábado (RTP Memória) - Santana LOpes
Domingo (Sport TV) - Seabra

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial