segunda-feira, março 19, 2007

Educação

A propósito deste post, aqui vão alguns comentários:

1. Considerar a escolaridade obrigatória um problema esclarece qualquer um desde logo sobre a ideologia fascista do autor.

2. Como é do vosso conhecimento, defendo que a prestação de trabalho por parte de quem não tem a escolaridade obrigatória seja criminalizada, praticando um crime tanto quem presta como quem oferece trabalho a pessoas nessas circunstâncias.

3. Mete mesmo nojo esta ideia de que não querem estudar, trabalhinho é que é bom. E assim se quer um país miserável onde tudo é reservado a meia dúzia. Isso chama-se fascismo com as letras todas.

4. Sobre as questões de género, querer definir melhor educação com base em menos violência é de facto não saber rigorosamente nada de biologia humana da mais básica.
Agora, que o sistema de ensino no mundo ocidental está completamente feito por mulheres e para mulheres, disso não haja dúvidas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial