quarta-feira, janeiro 03, 2007

Interessante

Já sabemos que é um ultra-liberal, mas aqui João Miranda diz algo muito pertinente.

Mas para já mais relevante que isso é outra coisa: que nada justifica que os profissionais de futebol tivessem um regime diferente do das outras profissões de desgaste rápido. Ainda que os verdadeiros prejudicados com as mudanças fiscais não sejam as vedetas que ganham milhões.

Não se pode, em qualquer caso, esquecer como é que tudo começou. Com exigências de bailarinos aos quais se acabou por dizer que sim só por serem "profissionais da cultura". Não tenho dúvidas que se a exigência tivesse partido de outro lado nunca teria sido aceite.

Até pela razão óbvia de que após o fim do prazo de validade numa profissão obviamente arranjam outra...

1 Comentários:

Às 04 janeiro, 2007 13:47 , Anonymous «Liblog» disse...

Obviamente, caro Pedro Sá! Cumprimentos e votos de um bom ano bloguístico!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial