sexta-feira, junho 18, 2004

Em resposta ao repto que lhe lancei, veio o João Pedro Freire dizer o seguinte:

Caro Pedro,
Aqui estamos novamente nas nossas discussões bloguistas ... mais vale elas existirem do que não existirem!
Discussões políticas é coisa que infelizmente não abunda muito no nosso PS. Infelizmente é um partido que está envelhecido e muito enfiado nas sedes ... Há pouca renovação e muito pouca intervenção no concreto do dia-a-dia.
Fora das sedes, fora deste espaço net, existem muitos problemas concretos, muita luta travada por cidadãos trabalhadores ... quase sempre contra as consequências das políticas neo-liberais e de direita do governo Barroso & Portas!
Os movimentos sociais são precisamente a luta dos trabalhadores contra os efeitos da deslocalização das empresas - o desemprego -, a luta contra a ocupação e a guerra no Iraque, a luta contra as opções nefastas do governo em termos de ambiente como a opção pelo rio Sabor para a localização de mais uma barragem, ... , mas também todas as lutas que no plano europeu se vão travar contra um projecto de Constituição anti-democratico porque nunca passou por uma Constituinte democrática e universalmente eleita pelos povos europeus ...
Em todas estas lutas, o Partido Socialista deveria fazer dos seus militantes sujeitos activos e participantes munidos das suas proprias propostas, projectos e programas.
O PS, enquanto principal referência para uma alternativa à direita, só teria a ganhar se conseguisse ser mais activo, com os seus militantes, no concreto do dia-a-dia, nos tais movimentos sociais, no movimento sindical ou nos movimentos de consumidores.


Ora, esta resposta coloca-me mais interrogações:

1. Partindo do princípio que são movimentos sociais todas as formas de luta por um qualquer objectivo, ter como medida prioritária a participação neles não será a consagração do corporativismo e a demissão dos partidos políticos da sua função generalista e abrangente, tornando-se na prática agentes de reinvidicações corporativas ?

2. Pelo contrário, não deveria o Partido Socialista estar, isso sim, atento a todas as questões que se colocam na sociedade portuguesa e formular a sua própria posição sobre elas no quadro necessariamente responsável e objectivo de quem é um partido cujo objectivo é o exercício do poder ?

3. Ou o que defende é a infiltração desses movimentos sociais pelos militantes do PS ?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial