sexta-feira, setembro 12, 2003

AINDA BEM, MIGUEL SOUSA TAVARES

Hoje Miguel Sousa Tavares fala da mania de pedir subsídios por tudo e por nada, coisa a que obviamente ninguém tem acesso para a sua casa, o seu automóvel, etc.

Apenas diz o que eu já digo ao tempo. VIVA !

E, como todos os anos, critica e AINDA BEM a monumental hipocrisia que é o dia mais ridículo do ano: o Dia Sem Carros, que felizmente parece estar a passar de moda.
Zonas fechadas ao tráfego de automóveis particulares só se justificam em casos muito específicos como por exemplo o do Bairro Alto (nesse caso, aliás, era uma questão de segurança, mais que qualquer outra coisa). O que há a fazer é reforçar a oferta de transportes públicos.

Fechar zonas ao transporte individual ou portagens no centro da cidade são medidas absolutamente absurdas, que não fazem qualquer sentido. O Sr. Livingstone há-de arder nas chamas do inferno, disso não duvido.
Para mais quando, por hipótese, fechar ou portajar o centro da cidade de Lisboa teria por consequência o caos total. Eu nem quero pensar o caos que se tornaria toda a zona envolvente do Marquês de Pombal. Esquecem-se que por exemplo a zona da Praça do Comércio é um fundamental ponto de passagem entre as zonas oriental e ocidental. Etc. Etc.


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial