quarta-feira, janeiro 28, 2004

Esquerda e Extrema-Esquerda

Filipe Nunes ultimamente tem professado verdadeiras lições do que deve ser o Socialismo para o século XXI.

E tudo a propósito de uma discussão sobre os partidos de esquerda e as políticas de segurança. Claro que isto já provocou a reacção da extrema-esquerda de serviço. Ivan Nunes já veio, qual virgem ofendida, dizer que mais polícia não é programa de esquerda.

Claro, claro. Isso e a profundamente irresponsável proposta do BE de que os polícias andassem desarmados. E considerar-se que os presos são umas vítimas. E que as respectivas condições são mais importantes do que as condições de vida de quem não cometeu qualquer crime e vive honestamente.

Mais polícia é importante. Só havendo segurança se garante a liberdade do povo. E é com mais polícia que se efectiva essa garantia. Aliás, uma programa de esquerda EXIGE a defesa de mais polícia.
O que separa, mais uma vez, a sensibilidade social da esquerda da utopia ridícula da extrema-esquerda.

E, de novo citando o Filipe Nunes, os partidos socialistas são partidos maioritários e não de minorias. Esclareça-se.



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial