quinta-feira, dezembro 07, 2006

Pois é

Daniel Oliveira:

E toda a gente sabe porque assim é. Tendo em conta o poder absoluto de que os professores dispõem na matéria. Toda a gente conhece as histórias das turmas repletas de filhos de professores. Toda a gente sabe que a grande maioria dos filhos de professores e dos de pessoas mais ricas fica de manhã, e que a grande maioria dos provenientes de famílias mais pobres fica de tarde.

Etc. etc. Aguarde-se para ver o que o Ministério da Educação fará sobre o assunto. Em qualquer caso, este é talvez o maior cancro da educação em Portugal. E por ainda não ter tocado no assunto (ainda que seja algo terrivelmente difícil de resolver), só se prova aquilo que eu digo. Que Maria de Lurdes Rodrigues, apesar da fama em contrário, está a ser uma Ministra demasiado branda.

2 Comentários:

Às 08 dezembro, 2006 00:32 , Blogger José Manuel disse...

Sendo efectivamente verdade que essas situações acontecem, é porque também existe uma grande pressão de muitos encarregados de educação e de algumas associações de pais para criar mecanismos de selectividade social. Aliás a selecção social dos alunos é a razão pela qual muitos pais preferem os colégios privados. É para os filhos não se misturarem com os meninos dos bairros pobres.

Quanto ao Ministério, como isto não aumenta a despesa do Orçamento não lhe interesse e deixa para a autonomia das escolas, que também tem os seus reversos.

 
Às 10 dezembro, 2006 21:05 , Blogger Pedro Sá disse...

Não tenha dúvidas meu caro José Manuel. A geração dos 40/45 anos
tem, como sabe, certas manias de superprotecção dos filhos a todos os níveis que até mete impressão.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial