terça-feira, agosto 30, 2005

O dia de decisão


Com mãos se faz a paz se faz a guerra.
Com mãos tudo se faz e se desfaz.
Com mãos se faz o poema ? e são de terra.
Com mãos se faz a guerra ? e são a paz.


E agora como é ?
É a paz ?
Ou é a guerra ?

23 Comentários:

Às 30 agosto, 2005 12:07 , Blogger Tonibler disse...

Paz não me parece que seja recuperável.

 
Às 30 agosto, 2005 12:15 , Blogger Marcelo Moniz disse...

Em politica, como no amor, nunca digas nunca!

 
Às 30 agosto, 2005 13:15 , Blogger Tonibler disse...

Depende do âmbito de política e de amor....

 
Às 30 agosto, 2005 14:33 , Blogger Marcelo Moniz disse...

Dear Toni,

Creio que o M Alegre vai desistir.
Porém, vai criticar o PS e José Socrates.

 
Às 30 agosto, 2005 14:52 , Anonymous PGA disse...

não acredito que o MA desista. acho que é um homem de convicções fortes e que está ferido no seu orgulho pela punhalada que a direcção do seu partido e o seu grande amigo MS lhe deram. espero que se mantenha coerente e uqe se candidate.

 
Às 30 agosto, 2005 14:53 , Blogger Tonibler disse...

Se desistir, que compreendo que seja um pincel tremendo andar numa campanha presidencial, acho que é uma vergonha para o país que não consiga ter candidatos com méritos fora da política. E méritos na política valem o que valem...

 
Às 30 agosto, 2005 15:00 , Blogger Pedro Sá disse...

Presumo que estejam todos cientes de que a direita, de hoje em diante, vai levar Alegre ao colo como exemplo de suposta honestidade contra outros que supostamente o apunhalaram.

E, claro, estão todos cheiinhos de vontade que ele se candidate para lhes fazer o frete.

Ao que isto chegou...

 
Às 30 agosto, 2005 15:06 , Blogger Tonibler disse...

Supostamente??????

 
Às 30 agosto, 2005 15:10 , Blogger Pedro Sá disse...

Eu disse que não lhe voltaria a responder, mas vou abrir uma excepção para efeitos de clarificação geral.

Se atendermos ao contexto em questão, a honestidade só pode ser suposta.
E, mais, é um elogio que vindo de onde virá nas circunstâncias em que vem é profundamente hipócrita.

Daí o "supostamente".

 
Às 30 agosto, 2005 15:22 , Blogger Marcelo Moniz disse...

Não se trata de desistir mas sim de não avançar.
Desistir pressupõe que já assumiu a decisão de concorrer. Ora tal não é verdade.
Reconheço que M Alegre é um homem de convicções, partilhando muitas das suas ideias.
Porém, entendo que a direcção do PS não lhe deu nenhuma punhalada: Face a 2 "possíveis" candidatos (M Soares e M Alegre) optou por aquele que entende ter mais condições para vencer e unir os portugueses. Optou por M Soares. Fez uma opção. Clara e transparente. E não necessitou de apunhalar ninguém.

O problema de M Alegre foi perder o sentido do tempo.
Foi não saber qual o timing certo para avançar.
Agora é tarde de mais.
Só lhe resta sair de cena. Para que o tempo volte a ter sentido.

 
Às 30 agosto, 2005 15:37 , Anonymous PGA disse...

Na minha opinião quem perdeu o sentido do tempo foi MS. Não soube qual o timming para sair. Agora vários problemas se colocam:

1) a desistência ou abandono de MA (seja qual for a situação, vai deixar marcas...)

2) O avanço de MA contra tudo e contra quase todos (que também deixará marcas...)

3) A realização de uma campanha eleitoral bicéfala (caso aconteça, estou com muita curiosidade para ver como decorre. será que os debates depois serão a 3 em vez de serem a 2?, como se relacionarão MA e MS nesse tipo de eventos? e na campanha? e o PS das bases, como lidará com esta situação? e os outros partidos de esquerda?). a ver vamos!!!

4) e quando MS perder as eleições, como reagirá o partido? e a sua direcção? e MA? e MS? e os outros partidos de esquerda?

Esperam-nos tempos cheios de interesse...a começar já hoje à noite!!

 
Às 30 agosto, 2005 15:42 , Anonymous PGA disse...

Pedro Sá, não acha que apenas se deve preocupar com os seus candidatos? deixe lá a direita com os seus problemas e constrangimentos. já agora...quem é essa direita de que você fala? sente-se assim tão desconfortável com esta situação?você parece o personagem do gato fedorento...aquele a quem parece que aconteceu tudo...fala, fala, mas não concretiza, não diz nada...
Parece-me a mim que o ps é que tem um problema para resolver. e são vocês que tem que o resolver. isto não é a 1ª liga de futebol profissional em que se diz algumas vezes que determinadas equipas são "levadas ao colo". a camoa foi feita pelo MA e pelo MS e pelo SGeral do ps, portanto, quem tem que mudar os lençóis são esses personagens! não traga mais ninguém para a festa!!!

 
Às 30 agosto, 2005 15:49 , Blogger Tonibler disse...

Sá:
"Supostamente apunhalado", foi a frase que questionei. Supostamente, não, foi mesmo. Lá as razões haverão todas e mais algumas, mas que o homem foi apunhalado foi.


Marcelo:

Jogo de palavras para aliviar consciências. O homem queria avançar e, se não avançar é porque o PS encontrou razões, que só têm que ver com ganhar, para apoiar outro. Assuma-se isso! Isso é ser claro e transparente. Não é depois de começarem a entender o significado de um apoio a MS e não a MA, que douram a pílula com a união dos portugueses e com a não-desistência-que-sempre-estaremos-contigo.
É MS porque acham que vai ganhar! Como há uns tempos foi Sócrates, e MA e Sócrates partilham tanto as ideias como eu e o Sá...

 
Às 30 agosto, 2005 15:59 , Blogger Pedro Sá disse...

Estes argumentos são curiosíssimos. É como se um Partido inteiro tivesse que fazer a vontade a uma pessoa.

E muito eu me vou rir no dia das eleições presidenciais depois de a direita apanhar mais uma melão...

 
Às 30 agosto, 2005 16:10 , Anonymous PGA disse...

a ver vamos meu caro...a ver vamos quem irá apanhar a maior barrigada de riso. espero que não comece já hoje à noite a rir...

 
Às 30 agosto, 2005 16:11 , Blogger Tonibler disse...

Não, não tem de facto de fazer as vontades a quem quer que seja. No entanto há quem pense que um partido político, ao contrário de um clube de futebol, tem mais a ponderar que a vitória.

E, contrariamente ao vosso pensamento, acredito mesmo que para MA ganhar a Cavaco, bastava deixar a campanha seguir. MS não vai lá chegar nunca. Se o PS tivesse feito com MS há 20 anos o que fez hoje com MA, teria sido a Pintassilgo a presidente. Há lições que nunca se aprendem.

 
Às 30 agosto, 2005 16:20 , Anonymous Anónimo disse...

A MIM, NINGUEM ME CALA!

 
Às 30 agosto, 2005 16:53 , Blogger Marcelo Moniz disse...

Caro PGA
Em referência aos teus pontos, telegraficamente:

1) Concordo contigo
2) Repito: Creio que hoje sai de cena.
3) Resposta igual a 2).
4) Não creio que Mário Soares perca as eleições.

Caso MA avance, admito, que as tuas questões/análises ganham muita pertinência ;)

Caro Tonibler,
escreves-te:
O homem queria avançar e, se não avançar é porque o PS encontrou razões, que só têm que ver com ganhar, para apoiar outro.

Sendo as candidaturas presidenciais individuais, MA só não avança se não quiser.
Jorge Sampaio avançou em 1995 sem o apoio do PS. O PS veio mais tarde a reboque. MA podia ter feito o mesmo (daí eu ter falado no timing certo) condicionando a decisão do PS.

Mais à frente escreveste:
Não é depois de começarem a entender o significado de um apoio a MS e não a MA, que douram a pílula com a união dos portugueses e com a não-desistência-que-sempre-estaremos-contigo.

Não se trata apenas de vencer eleições.
Para o PS trata-se de apoiar uma pessoa cujo espectro de apoiantes/votantes é superior a qualquer outra, independentemente da análise valorativa das qualidades pessoais do candidato e da adaptatibilidade ao cargo.

 
Às 30 agosto, 2005 17:38 , Blogger Tonibler disse...

Caro Marcelo:

Quanto à analogia com Sampaio, isso é visto do lado do MA. Eu estou a falar visto do lado do PS. A mera formalização da candidatura do MA tem o valor que tem. A diferença entre o homem dizer que avançará em vez de avanço em conferência de imprensa deveria ser, na minha perspectiva, algo perfeitamente irrelevante entre quem se intitula amigo e camarada. Isso é desculpa processual.

Não se trata de vencer eleições mas escolher o maior espectro de apoiantes? Isso é o quê? Não é escolher para vencer eleições? Aquilo que me está a dizer é que ainda bem que o Soares se candidatou, senão imagino o que iria sair.

Se calhar isto é apenas o sintoma do crescimento dos partidos, tipo partido americano onde um qualquer fascista do sul convive com um social-democrata do norte apenas porque há um lado vencedor a escolher. Mas que separa o conceito de partido da ética, isso separa. Que impõe a organização sobre o ideal, impõe.

No meio disto tudo, querem ganhar porquê? Qual a razão pela qual gostariam de ver Soares presidente, tirando o cartão? E quando pensa na resposta a isto, veja no que é que aquilo que pensou bate com aquilo a que me respondeu anteriormente. É só isso que me faz confusão.

 
Às 30 agosto, 2005 22:53 , Anonymous elisiario figueiredo disse...

Mais uma vez Manuel Alegre dá uma lição de democracia, de como estas coisas da honra se tratam, é evidente que deixou recados à direita fora do PS e dentro do PS, esperemos que Mário Soares faça aquilo que tem de ser feito, colocar Socrates e seus apaniguados neoliberais no "sítio"
Sempre o disse, Mário Soares teve um papel fundamental na construção democrática de Portugal, esperemos que assim continue, não faço campanha por Mário Soares, pareceria ridículo após as posições que aqui tomei, mas o meu voto é dele.

Até sempre amigo e camarada Manuel Alegre.

 
Às 30 agosto, 2005 23:49 , Blogger Tonibler disse...

"Não fui eu que dividi. Discordo das razões da candidatura de Mário Soares por todas as razões que disse e por mais uma, sou republicano"

Mortífero. Se o bochechas perde, vai ser o bom e o bonito....

 
Às 31 agosto, 2005 15:16 , Blogger PGA disse...

que silêncio...é de expectativa, de vergonha, ou de quê??? estamos à espera das justificações (injustificáveis) de logo?

 
Às 31 agosto, 2005 23:19 , Anonymous elisiario figueiredo disse...

Mário Soares hoje ao ler o seu discurso disse que não existia nenhuma contradição entre aquilo que afirmou no jantar dos seus 80 anos e a candidatura à PR, esqueceu-se de fazer referencia a uma outra data, dia 17 de Fevereiro que numa entrevista à SIC referiu "se o meu camarada Manuel Alegre for candidato à PR eu apoio-o".
É caso para dizer:
- Palavras para quê? É um artista Português.

Eu esperava, pelo respeito e reconhecimento que tenho por Mário Soares uma outra atitude, mas quem sou eu? um mero militante da esquerda socialista! que começa a perder a paciência para aturar políticos sem palavra e demagogos sem escrúpulos.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial