quinta-feira, julho 07, 2005

As Vítimas Assassinas

'A morte saiu à rua num dia assim'.
ZECA

Caros Bloggers,

As coisas simples, os impulsos primários, o desespero dos que perdem, a impotência perante a barbárie, sobrepõe-se a qualquer teoria sobre as 'vítimas que se tornam assassinas'.

A esquerda (folclórica), no seu discurso desculpabilizante, tende a perdoar quando os 'mais fracos' se vingam. Não nos iludamos. A morte dos trabalhadores de Londres, ou dos imigrantes sul-americanos nos comboios da morte em Madrid, não são ataques ao Sr. Bush, ou ao Sr. Aznar. São um ataque profundo à civilização tolerante e democrática que construímos desde o fim da II GG. Uma chicotada na (nossa) rotina democrática (ou partidocrática); e, um rombo ao nosso discurso socializante do 'não há rapazes maus'.

A Europa afundou-se nas divergências sobre a guerra na Iraque; não aprofundou o processo de integração europeia e escolheu o alargamento. Está de mãos atadas - entre a impotência e o desmoronar da sua combinação social-cristã. A indefinição - as várias tonalidades de cinzento com que pintamos (de forma elitista) a paisagem, está a chegar ao seu limite. Depois desse limite só nos sobrará o branco, ou, inflizmente, o preto.

Monsenhor

4 Comentários:

Às 07 julho, 2005 12:02 , Blogger Bekx disse...

Posto isto será prudente admitir a entrada da Turquia na UE? Mais do que o problema da imigração, a questão passa essencialmente pela segurança.

 
Às 07 julho, 2005 15:51 , Anonymous TNT disse...

Pois quem me garante que os golpes da Al-Qaeda não são, tal como o anunciado défice, uma manobra dos G8 para justificar medidas de extrema barbárie e de extermínio dos não-brancos? Racista e fascistas de meia-tigela. Gostarias que um abutre te devorasse também? Pois vais nascer preto (na África pobre) na próxima encarnação.

 
Às 08 julho, 2005 12:02 , Blogger Monsenhor disse...

Os golpes da Al Qaeda uma manobra do G8? Como o anunciado défice? Mas isto é um blog um programa de humor?

Monsenhor

 
Às 08 julho, 2005 12:27 , Blogger Pedro Sá disse...

Já agora, quem de direito poderia ter redigido a coisa nestes termos: "É uma conspiração internacional do Banco Mundial e do FMI na qual está envolvido o Governo dos Estados Unidos" para destruir a economia europeia.

Ao menos era muito mais divertido.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial